Sexualidade

Impotência sexual tem cura?

Infelizmente, é grande e crescente o número de homens que apresentam impotência sexual.

Porém, a boa notícia é que a impotência sexual pode ter tratamento e, muitas vezes, cura completa, mas, desde que seja identificada logo no início.

Embora essa condição possa ser mais comum entre homens com mais de 40 anos, quando não conseguem obter e/ou manter uma ereção por tempo suficiente durante o ato sexual.

O importante, antes de entrar em pânico, é identificar se essa impotência sexual é, realmente, permanente, ou se ela é resultado de muito cansaço, tristeza, preocupação, desinteresse pela parceira, ou parceiro, sendo, nesses casos, apenas uma reação natural do organismo ao estresse, não significando nada tão problemático.

Por outro lado, se perceber que a impotência sexual está se repetindo repetidas vezes, em intervalos regulares de tempo e os períodos entre elas tornam-se menores, então, é preciso procurar ajuda médica ou até mesmo usar o sildenax que é um estimulante sexual natural, se você não conhece, leia sildenax valor e saiba o preço dele.

Intensidades da Impotência sexual

Vale saber que a impotência sexual pode ser classificada de acordo com o grau de intensidade, podendo ser leve, moderada e completa.

  • Impotência Sexual Leve

É quando o homem ainda consegue ter ereções em algumas relações sexuais.

  • Impotência Sexual Moderada

Quando a dificuldade se torna cada vez mais frequente, a impotência é considerada moderada.

  • Impotência Sexual Completa

A impotência sexual é considerada completa quando o homem se vê completamente incapaz de ter uma ereção.

Porém, independente do nível de impotência, ela sempre acaba afetando a qualidade de vida do homem, assim como, seus relacionamentos.

Muitas vezes, inclusive, os homens acabam evitando o sexo para não ter de lidar com a frustração, e vergonha,  de não conseguir ter ou manter uma ereção.

Muitas vezes, a partir desse problema, começa a haver brigar entre os casais, com a parceira identificando isso como falta de interesse e até uma possível vida dupla.

Muitas vezes, no entanto, por não admitir o problema, muitos homens acabam insistindo em tentar manter o ato sexual, resultando em baixa autoestima, depressão e frustração, enfim, energia que poderia estar sendo usada na procura por algum tratamento.

Como saber se a impotência sexual tem cura

Primeiramente, é preciso que os homens não encarem mais a impotência sexual como um tabu, na verdade, essa condição é vivida por todos os homens, em menor ou maior grau, portanto, é preciso encará-la de frente.

Então, é preciso que compartilhe suas angústias com sua parceira ou parceiro, até para que o relacionamento não seja prejudicado e, então, procurar ajuda médica.

Só após uma consulta com um médico especialista em andrologia, o problema poderá ser avaliado e, assim, identificar o motivo da dificuldade de ereção.

Vale saber que, geralmente, o profissional não prescreve apenas um tratamento medicamentoso, já que, muitas vezes, os remédios sozinhos não são suficientes, devendo ser considerados aspectos psicológicos e interpessoais, que podem contribuir para a permanência da impotência sexual.

Principais sintomas da Impotência sexual:

  • ansiedade;
  • depressão;
  • insegurança no relacionamento;
  • baixa autoestima;
  • medo de falhar.

E são muitos e diferentes os sintomas de quem sofre com impotência sexual, e sem que sejam também tratados, dificilmente a falta de ereção será completamente curada.

Por isso, os tratamentos costumam associar medicamentos à técnicas de psicoterapia. Alias, o apoio psicológico ajuda a prevenir, ou tratar, a depressão que pode ter desencadeado ou problema, ou mesmo, ser desencadeada pelo problema de ereção.

Jovens no início da vida sexual, homens com o relacionamento desgastado, com depressão, dependentes químicos, estão entre os que mais recebem indicação de tratamento psicoterápico.

Na verdade, a psicoterapia só não é recomendada se o médico perceber que a impotência sexual tem cura apenas com alguns medicamentos, ou seja, quando considera. que a ereção está sendo prejudicada por uma condição apenas física, e não psíquica.

Diabetes, doenças cardíacas, hipertensão, dislipidemias (níveis de colesterol e/ou triglicérides altos), e doença na próstata são as condições que mais podem causar impotência sexual, sendo possível preveni-las mantendo bons hábitos, que incluem uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios físicos.

Se você deseja saber mais sobre o melhor produto para desempenho, acesse: Sildenax site oficial e saiba todos os detalhes desse estimulante.